Todos os posts de Adri Castro

Saiba como preparar o café turco

Consome-se em todo o Médio Oriente e prepara-se no cezve, um recipiente típico feito de cobre e bronze com um punho longo. Para obter um perfeito café turco é necessária uma moagem muito fina. A tradição prevê a utilização de um moinho de latão, para conseguir um pó quase impalpável como o açúcar em pó. Bebe-se em pequenas chávenas baixas quando o pó tiver depositado completamente no fundo.

Modo de preparo:

  • Coloque a água no cezve (cerca de 50 ml por xícara);
  • Adicione açúcar a gosto e misture bem;
  • Leve ao fogo até levantar fervura, depois adicione uma colher pequena de café por pessoa;
  • O café deve ser fervido duas vezes seguidas, retirando o cezve do fogo entre uma ebulição e outra. Misture bem para eliminar a espuma;

Antes de servir o café, adicione uma colher de água fria para que o pó desça mais rapidamente ao fundo. Sirva sem filtrar

Fonte: Illy

PetraMedicina

cafe3

cafe 1

 

Como nadar em águas abertas

Treine em situações em que falta ar. Mergulhe e nade, nade respirando poucas vezes, segure a respiração enquanto fica parado e aprenda a lidar com esse tipo de situação sem estresse, para que possa enfrentar momentos complicados, como saídas superlotadas de gente, ondas etc.

Hidratação e alimentação para evitar cãibras. Mantenha-se bem hidratado antes e durante a prova e coma alimentos ricos em potássio (banana, por exemplo) e alongue a parte de trás das pernas.

Faça um bom aquecimento, com alongamento e nado antes da prova. Mesmo que vá nadar longas distâncias, não deixe para aquecer na prova. Dedique de 10 min a 15 min a nadar para estabilizar a respiração. Quando se começa a nadar ou fazer qualquer exercício, todos temos a sensação de falta de ar. Nade 5 min seguidos para regular os parâmetros cardiorrespiratórios e também a braçada (geralmente começamos muito rápido).

Invista no crawl. Nos treinos na piscina, melhore e aperfeiçoe sua técnica crawl. É o estilo básico para a natação em águas abertas.

O mar está sempre mudando e é muito difícil regular um ritmo. Quanto mais intensidades diferentes vocês treinar, mais facilmente você lidará com situações adversas.

Com ou sem traje? Se a prova exige o uso de neoprene, use-o e treine com ele antes para se acostumar com a flutuabilidade e evitar sofrer com atrito na competição.

Aproveite o mar. Aprenda a nadar a favor das correntes e deixar-se levar pelas ondas quase sem esforço. É como surfar.

Nade na piscina com a mesma técnica de águas abertas. Nem sempre é possível treinar no mar, mas pode-se treinar essa técnica na piscina. Uma maneira de fazê-lo é fechar os olhos e só respirar quando for necessário olhar para frente. Experimente, assim, você se adapta a mecânica do nado.

Fonte: Sport Life

PetraMedicina

nado 1

nado 4

 

 

CHÁ EM MARROCOS

Em Marrocos bebe-se muito chá. Muito mesmo. Se por acaso você é do tipo que não gosta de chás, prepare-se para levar uma dose grande.

Há 3 tipos principais de chá em Marrocos: O chá verde com menta, o chá de menta, o chá verde.

O chá só com menta é muito usual no Norte de Marrocos, o chá verde com menta é geral por todo o país e o chá verde simples é usado muito no Sul.

Parece que o chá verde foi introduzido em Marrocos no século XVIII quando um carregamento inglês de chá vindo da Ásia teve que ser deixado nos portos marroquinos. Mal sabiam os ingleses que estariam a influenciar de maneira brutal a cultura deste país africano.

Fonte: Joao Leitao

PetraMedicina

cha3 servindo cha

 

 

Quatro dicas para acabar com a moleza provocada pelos dias quentes!

Faça um escalda-pés gelado e molhe sua roupa

Em vez de água quente, use gelada! Outra opção é molhar a roupa, que faz com que o corpo entenda a necessidade de perder calor com rapidez. O clínico geral Paulo explica que quanto mais o corpo quente entra em contato com elementos de temperaturas baixas, mais mecanismos compensatórios ele cria para perder temperatura. “Essas medidas também evitam a perda excessiva de líquido pela pele, que normalmente acontece através da transpiração e suor”, completa o cardiologista Henrique Patrus.

Refresque a nuca

Quando molhamos a nuca, a sensação de moleza diminui. “A região da cabeça é um grande foco de dispersão do calor do corpo”, afirma o clínico geral Paulo Camiz, do Hospital das Clínicas de São Paulo (SP). Quando a nuca é resfriada pela água, o processo de perda de calor é acelerado, já que a temperatura do corpo é transferida rapidamente para o ambiente. Experimente!

Aposte no blecaute

Sabe aquelas cortinas que não deixam a luz passar e são ótimas para você dormir até tarde? Elas são chamadas de blecaute e são excelentes para os dias de temperaturas altas. “O blecaute reflete a luz e o calor absorvido fica entre o tecido da cortina e o vidro, diminuindo o calor dissipado no ambiente”, explica Paulo Camiz. Desse modo, o ambiente que tiver essas cortinas demorará mais a ficar quente e abafado.

Fique longe do sol e tenha uma alimentação leve

Esconder-se do sol é a maneira mais segura e eficiente de não sentir moleza. Procure evitar a exposição solar entre as 10 e 16 horas e a prática de atividades físicas intensas durante o dia em locais abertos. Lembre-se também de se manter hidratado, ingerindo bastante líquido e comendo vegetais e frutas. “Modere o consumo de alimentos de gordura animal, que demoram mais para serem digeridos e prejudicam a disposição”, alerta o cardiologista Henrique Patrus.

Fonte: Minha Vida por Érica Ferreira

PetraMedicina

38 graus

Como o camelo resiste tanto tempo sem beber água?

O bicho é capaz de beber até 100 litros de água de uma só vez. O líquido é usado para hidratar o organismo. “Com todo esse abastecimento, seu corpo se mantém hidratado por até três semanas”, diz o biólogo Sérgio Rangel Pinheiro, do Zoológico de Sorocaba, em São Paulo. Como se não bastasse, o camelo possui ainda alguns macetes especiais para reduzir ao mínimo sua perda de líquido. O primeiro está nas narinas, cujo interior tem a forma de cones e espirais, evitando que entre areia e ajudando a preservar a umidade. As paredes dessas cavidades nasais têm também a capacidade de absorver água.

Já o dorso é recoberto por uma penugem densa que ajuda o animal a se proteger do calor, diminuindo sua transpiração. A quantidade de urina que ele elimina também é bem pequena, se comparada com a quantidade ingerida. Além de adaptado para viver em lugares secos, o camelo também está preparado para se virar com pouca comida: suas corcovas são constituídas por uma grande reserva de gordura, acumulada nos meses em que há alimento, para ser consumida durante a escassez.

Fonte: Mundo Animal / Grupo Abril

PetraMedicina

camelo 1

camelo 2

Você sabe qual velocidade o cavalo pode atingir?

  • Existem no mundo quase 300 raças de cavalos. O Brasil participa com 13 raças.
  • O recorde mundial de velocidade para cavalos é de 69 km/h. Os cavalos mais velozes do mundos são os da raça Puro Sangue Inglês (PSI).
  • Mas a corrida mais longa da história – total de 1900 km – foi vencida por um garanhão a raça Árabe, de nome Emir, criado no Egito.
  • Os cavalos mais resistentes do mundo são os da raça Árabe. Esta “fortaleza” foi moldada nos desertos do Egito.
  • A prova de enduro mais longa do mundo é a Tevis Cup – total de 160 km -, realizada anualmente nos Estados Unidos. Os cavalos de sangue Árabe sempre conquistam as primeiras colocações. A marca recorde é impressionante: 4,5 horas, o que representa uma velocidade média de 35,5 km/hora.

Fonte: Mundo Equino

PetraMedicina

cavalo 1cavalo dri2

BENEFÍCIOS DA CAMINHADA

  1. Melhora a circulação – Um estudo da USP de Ribeirão Preto detectou que caminhar durante 40 minutos diminui a pressão arterial durante 24 horas após o exercício. Isso acontece pois durante a prática do exercício, o fluxo de sangue aumenta, levando os vasos sangüíneos a se expandirem, diminuindo a pressão. Além disso, a caminhada faz com que a as válvulas do coração trabalhem mais, melhorando a circulação de hemoglobina a e oxigenação do corpo.
  2. Pulmão – As vantagens da caminhada regular também chegam aos nossos pulmões com bastante força. As trocas gasosas ficam mais poderosas quando caminhamos com freqüência.  Isso faz com que uma quantidade maior de impurezas saia do pulmão, deixando-o mais livre de catarros e poeiras.
  3. Combate a osteoporose – O impacto que os nossos pés tem com o chão durante a caminhada faz com que os nossos ossos sejam beneficiados. A compressão dos ossos da perna, junto com a movimentação de todo o nosso esqueleto enquanto caminhamos faz com que exista mais estímulos elétricos nos ossos do corpo, chamados de piezelétrico.  Esse estímulo deixa mais fácil a absorção de cálcio deixando os ossos mais resistentes e menos propícios a sofrerem com osteoporose.
  4. Afasta a depressão – Quando praticamos seja lá qual for o exercício, nosso corpo libera ainda mais um hormônio chamado de endorfina, que é responsável por nos das a sensação de alegria, relaxamento. Esse hormônio que é produzido pelo hipófise é muito importante. Depois de um tempo é necessário praticar o exercício com mais frequência, se tornando um círculo vicios

Fonte: Massa Muscular por Tiago Fernandes

PetraMedicina

caminhada 4caminhada 5

 

 

Árvore para plantar em um ambiente urbano

A falta de arborização nas grandes cidades transformam os ambientes urbanos em grandes ilhas de calor. A cidade de São Paulo, por exemplo, registrou  34,3º C no último dia 17/9 ,a temperatura mais alta registrada no inverno desde 2004. E o fato, não é isolado. As temperaturas estão subindo em muitas capitais das regiões Sudeste e Centro-oeste, enquanto na região Sul, está geando.

Por isso, algumas cidades estão investindo em campanhas que visam incentivar o plantio de árvores – e não só isso, mas também a manutenção delas – para minimizar os efeitos do calor, aumentar a umidade do ar, deixar as cidades mais verdes e mais bonitas.

Ipê roxo (Tabebuia avellanedae)

Da mesma família do ipê amarelo, o ipê roxo tem características parecidas, mas pode alcançar até 35 metros de altura. Muito usado na arborização urbana.

Fonte: revistagloborural.globo.com

PetraMedicina