Hidratação no inverno

Durante o inverno, é comum as pessoas sentirem menos sede e reduzirem o consumo de líquidos. Entretanto, os médicos orientam que a boa hidratação também é fundamental nesse período, para que o organismo possa repor as perdas e evitar doenças típicas da estação, incluindo as associadas às vias respiratórias, por exemplo.

A baixa umidade do ar, que predomina durante os meses de frio, acentua ainda mais a necessidade do consumo de líquidos, já que o ar seco pode causar ressecamento da pele e mucosas, agravando estados de gripe e alergias.

Crianças e idosos devem receber atenção especial, pois são mais vulneráveis à desidratação. Da mesma forma, pessoas que praticam atividade física ao ar livre, ou que trabalham muito tempo na rua, estão mais expostas ao clima seco e ao acúmulo excessivo de poluição.

Os nutricionistas afirmam que a água continua sendo o melhor líquido para hidratar o corpo, mas ela deve ser filtrada ou mineral. Contudo, chás, sopas e outros alimentos quentes também podem ser considerados boas escolhas no inverno.

Sopas feitas com verduras, legumes e cereais integrais, além de hidratar, contribuem para a ingestão de vitaminas, minerais, fibras e uma variedade de outros componentes.

A quantidade diária recomendada de líquidos varia de pessoa para pessoa, de acordo com idade, sexo, intensidade de atividade física e outros fatores. Por outro lado, a nutricionista Marcia Nacif* explica que, de modo geral, aconselha-se a ingestão diária de 35 ml de água por quilo de peso para adultos saudáveis. Assim, uma mulher de 60 kg deveria consumir cerca de 2,1 L de água por dia.

O Guia Alimentar para a População Brasileira, do Ministério da Saúde, incentiva as pessoas a ingerirem, no mínimo, dois litros de água por dia (seis a oito copos) preferencialmente entre as refeições. De acordo com o Guia, suco de fruta fresca ou polpa congelada, sem a adição de açúcar, também equivalem a uma porção de água.

Para manter o corpo hidratado no inverno, a dica é ter à mão uma garrafa de água mineral e uma térmica com chá quente. Aproveite para experimentar novos sabores e testar receitas que misturam frutas e especiarias, como canela e gengibre.

 

*Marcia Nacif é nutricionista, especialista em Nutrição Hospitalar, mestre em Nutrição Humana Aplicada e doutora em Saúde Pública pela USP. Atua como professora dos cursos de Nutrição do Centro Universitário São Camilo e da Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Fonte: nestle.com.br

PetraMedicina

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *